Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

02
Dez13

A dor de perder a nossa casa

Susana

Escrevo hoje com o coração a doer, não, não perdi a minha casa mas alguém que amo muito perdeu e não consigo imaginar a tristeza que tudo isso causa ainda mais sabendo que ela não teve culpa de nada.

Nos dias que correm é cada vez mais frequente as pessoas deixarem de pagar as suas prestações sendo os fiadores chamados a pagar a divida, neste caso tudo correu mal e pode-se mesmo dizer que para ter família assim mais vale não ter. Construir uma casa no terreno dos pais antes das partilhas na boa fé que eles não vão faltar com a palavra é algo que muitos de nós faria afinal são família, são os pais, errado, tão errado, chamados a pagar uma divida ignoraram até à última, ignoraram até já ser impossível salvar a propriedade, ignoraram até um papel na porta que informava o dia da venda e ela, a filha sem saber de nada, a casa que construiu com as próprias mãos, onde viveu 15 anos já não era dela e ela sem saber.

É triste, tão triste que dói, 3 casas com terreno envolvente vendidas por meia dúzia de tostões, quem comprou pede agora uma fortuna impossível para ela, quem comprou faz disto modo de vida e recusa-se a baixar, ali só o lucro interessa, a vida das pessoas não interessa, a historia, nada.

Ela desde que soube de tudo lutou sem parar, procurou saídas, pagou a advogados, pediu empréstimos ao banco (que foi recusado) mas era já tarde demais, este fim de semana tirou tudo de casa já lá só tem a cama, dia cinco deixa a casa para sempre, deixa uma história, uma vida para se lançar num futuro incerto, uma vida estável substituída por um ponto de interrogação.

Ontem manda-me uma mensagem que dizia "que tristeza tão grande" e o meu coração encolheu, apertou tanto até me fazer chorar, custa não poder fazer nada, custa não estar lá a abraça-la, tenho o meu amor para lhe oferecer nada mais apenas isso...

 

Ps. Tem sido esta a verdadeira razão da minha ausência, às vezes a tristeza tira-nos a vontade de tudo.

23
Jul13

Conta sem custos

Susana

A minha conta bancária anda sempre na linha de água a lutar para não se afogar, é algo a que já me habituei e não vejo maneira de mudar (só tende a piorar), a pergunta é, se a minha conta anda sempre tão limpinha, tão vazia qual é a razão de me cobrarem 15.60eur de manutenção?

É que não percebo, que trabalho têm eles com contas como a minha? Por acaso vão lá abrir as portas, arejar a divisão ou limpar o pó a três prateleiras com meia dúzia de notas? (às vezes nem isso tem), é que nem dinheiro gastam com papel e selos para enviar cartas já que faço tudo através da net.

E claro aqueles que têm contas recheadas já não pagam, claro são sempre os que menos têm que mais pagam, mas porque é que eu ainda me surpreendo se tudo o resto neste país funciona da mesma forma.

Enfim isto tudo para vos dizer que a Deco criou uma petição para acabar com esta cobrança injusta e abusiva por parte dos bancos, não custa nada assinar e só assim podemos ter hipótese de conseguir alguma coisa para os impedir de encher os bolsos à custa de quem mais precisa.

Eu cá achei uma rica ideia.

 

11
Jul13

Prendas em tempo de crise

Susana

Se há coisa que dá que pensar é termos que descobrir o que oferecer a alguém nos tempos que correm e os tempos que correm são tempos em que o dinheiro está escasso (muitooo descanso), então que fazemos? Não queremos ir ali ao chinês da esquina comprar um par de chinelos a 1 euro não é?! Há que puxar pela imaginação e pesquisar, claro que ajuda o facto de viver em Lisboa e as opções de escolha serem imensas.

Hoje tinha duas prendas para comprar, um casal de amigos, ingleses, nos cinquentas, duas prendas ao mesmo tempo! respirei fundo e analisei o meu percurso, tinha uma consulta às seis e o trajecto passava pelo campo pequeno, mais precisamente pela praça de touros, para quem não sabe tem um centro comercial muito simpático por baixo, fui lá e foi o melhor que fiz.

Logo à entrada deparo-me com aqueles quiosques que ficam no meio dos corredores que fazem t-shirts na hora, vi uma que era a cara do meu amigo que sei que vai amar, 10 euros e já está, para ela descobri uma loja espectacular chamada canetas e foi o meu auge, ali em quinze minutos encontrei tudo o que precisava, comprei uma esferográfica Pierre Cardin LINDA com 60% de desconto.

Não gosto de passar horas enfiada um shooping, gosto de chegar, ver, gostar e comprar (o que nem sempre é possível) e hoje foi um desses dias, mal posso esperar pela noite de amanhã para lhes entregar as prendas (que não são só minhas).

Por isso quando tiverem que comprar alguma coisa pesquisem primeiro ou então façam vocês  mesmo, no Natal fartei-me de fazer bricolage e saíram coisas bastante engraçadas que não só ficam mais baratas como são prendas personalizadas, uma recordação para a vida.

07
Jul13

Tudo se transformou numa anedota sem piada

Susana

Vice-primeiro ministro, realmente esta nunca tinha ouvido falar, vice -presidente, vice- reitor sei lá mas esta para mim é nova.

Esta semana fiquei um pouco longe da crise política, porque não me apetecia atura-los e porque a minha crise era mais importante de resolver, eles que se entendam que eu já não estou para me preocupar mas não pude deixar de ficar revoltada com estas birras sem nexo.

Sabem quantos milhões este casa e descasa entre o PSD e o CDS já nos custou? Não? Pois a única coisa que sei é que já foram milhões! Sim milhões de euros a voar do nosso bolso a juntar a outros milhões que já foram e isto revolta-me as entranhas, custa saber que se brinca assim com o futuro de um povo.

No final tudo se resume a uma birra de comadres do tipo:

-Vou-me embora não mudo de ideias.

-Não saias precisamos de ti.

-Vou sim estou farto está decidido.

-Então e se eu te der uma prenda ficas?

-Hum que tipo due prenda?

-Acabei due pensar nisto, que tal seres vice-primeiro ministro?

-A serio?!que fixe e vou ter mais poderes? E decidir mais coisas sozinho? E e ganhar mais?

-Simmmm está bem, isso quer dizer que ficas?

-Sim fico obrigado pá!

-Bem agora que fizemos as pazes bora lá fazer uma jantarada à custa dos otários que votaram em nós.

-Boa Mike, quer dizer boa Coelho.

 

Por favor poupem-me, para novelas já basta as da TVI.

 

10
Mai13

Prioridades em tempos de crise

Susana

Uma coisa todos temos que ter em mente, podemos espernear com todas as nossas forças que a crise não vai embora tão depressa, é isso mesmo deixemos-nos de ilusões que vamos ter que levar com ela durante mais uns bons anos por isso há que olhar em frente e pensar na melhor maneira de a enfrentar.

Com o Verão a chegar e as férias no horizonte a malta começa a sonhar com os dias de descanso, praia, campo etc.. e com isso começam também alguns a sonhar alto demais, a dar passos maiores que as pernas, ou seja a gastar mais do que têm.

Eu sei que há muita gente a fazer contas à vida e a cortar em muita coisa de maneira a esticar mais o dinheiro até ao final do mês mas também sei que todos os anos há muita gente a pedir empréstimos ao banco para ir de férias, divertem-se uns dias e depois é que "elas mordem" quando esta prestação se junta a outras que são indispensáveis, tipo casa ou a escola dos filhos.

É assim, é simples, se costumam ir para o estrangeiro pensem que Portugal tem INÚMERAS alternativas maravilhosas para conhecer, muita gente não faz ideia o quanto o nosso país tem para oferecer seja campo ou praia, se não há dinheiro para viajar dentro de Portugal existem sempre outras formas de passar uns dias bem divertidos, façam um piquenique, visitem museus, sei lá quando há imaginação o céu é o limite mas não arranjem mais dívidas porque uns dias de férias não compensam uns anos com a corda ao pescoço.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Goodreads

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub