Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

27
Jan17

Viola Davis

Susana

Consegui ver um dos filmes que tenho em lista de espera, Fences foi o escolhido e adorei mas sei que não é um filme para todos, não é um filme fácil para o público em geral que o podem considerar muito parado e estranho, no meu caso achei muito forte emocionalmente com diálogos que nos cortam a respiração, excelente.

A história em si é muito simples e o filme passa-se praticamente sempre no mesmo cenário, transportando-nos por vezes para o palco num teatro onde nos arrancam a respiração à força ou não fosse este filme uma adaptação de uma peça de teatro, Denzel Washington e Viola Davis são o eixo do filme com interpretações brilhantes de uma força genial tendo ambos já encarnado as personagens no palco do teatro antes de Denzel ter decidido transportar a peça para o cinema numa jogada arriscada mas que se revelou vencedora.

Foi Viola Davis quem mais me fascinou, ou melhor continua a fascinar a cada personagem que encarna, a mulher é um furacão, um poço sem fim de talento, a certa altura no filme no fim de um dos diálogos a emoção foi de tal maneira forte que mesmo arriscando fazer figura de parva só me apeteceu gritar bravo e aplaudir de pé (algo que aconteceu na peça).

Todas a personagens até agora interpretadas por Viola são fortes e marcantes seja no cinema ou na televisão, sou fã de How to get away with murder e também lá ela é fenomenal, aquele olhar matador aquela voz forte intimidam qualquer um.

Arrisco dizer que ela é uma forte candidata ao Óscar de melhor actriz secundária mesmo sem ter visto todas as outras mas esta conquistou-me a alma e merece sem dúvida ganhar.

Vejam aqui o excerto da peça e vejam se não tenho razão, simplesmente brilhante.

 

 

 

 

 

22
Fev15

Pronto estou preparada

Susana

Não houve filme nomeado para os Óscares que me escapasse, melhor filme, melhor realizador, melhores actores principais e secundários, filmes de animação etc.. até as categorias menos faladas eu ataquei.

Está mais que visto que a luta vai ser entre Birdman e Boyhood para melhor filme o que é realmente uma pena pois não achei nem um nem outro merecedores de tal, no topo da lista punha Grand Budapest Hotel e Whiplash, claro que muita gente vai dizer ah e tal Birdman só é compreendido por gente inteligente com capacidade de ver mais além, de sentir o filme em toda a sua essência...blablabla...vi até achei interessante mas daí a ser o grande "tcharam"do ano acho que está uma grande distancia (na minha opinião pouco inteligente claro).

Boyhood é um formato diferente que desperta a curiosidade e nos faz querer saltar de um  precipício de tão chato que é e sobre este i rest my case.

Não me apetece estar aqui a mandar opiniões para o ar sobre todos, até porque tanta gente fala disto que acabo por dizer mais do mesmo.

Sobre alguns ausentes e injustiçados, não podiam aqui faltar, o principal é Bill Murray que tem um papel 5 estrelas em St. Vincent que eu adorei.

Nas meninas Julian Moore vs Rosamund Pike (assustadoramente maravilhosa) são as minhas eleitas para melhor actriz principal, já nas secundárias once again Merly vem pôr todas as outras a milhas coitadas se uma delas ganhar vai ser como ganhar um Óscar a dobrar, ultrapassar a Merly Streep tem esse efeito.

Bem vou começar a preparar o meu corpo para a maratona nocturna que se aproxima, depois darei noticias.

 

 

11
Jan15

Começou a obsessão

Susana

De dar mais importância à roupa que as estrelas levam às entregas de prémios de cinema do que às suas interpretações no grande ecrã, ok também gosto de ver gente bonita e bem vestida em grandes eventos mas por mim até podiam ir todos rotos o que me interessa mesmo é o cinema não a passagem de modelos.

10
Jan15

Está aberta a temporada dos movie awards

Susana

Globos de ouro, Óscares, Bafta entre outros à porta por isso nada como iniciar a maratona de "ver tudo o que é filme nomeado e possível nomeado antes das ditas cerimonias", ok já vou um bocado atrasada mas estou no bom caminho, já vi The theory of every thing e achei fenomenal mas não vou opinar mais até ver os outros na lista.

Hoje vou atacar o The grand budapest hotel, depois segue-se Gone girl, estou muito curiosa acerca de Big eyes e logo de seguidinha aquele que dizem ser a obra prima do ano e um dos principais candidatos ao melhor filme Birdman (alguém ainda me vai explicar a lógica do titulo em português A Inesperada Virtude da Ignorância) que trás  Michael keaton de volta "à vida". A Birdman junta-se Boyhood e esse é o tal que me anda a fazer comichão tal é a vontade e curiosidade que tenho de o ver.

A lista é claro muito maior que esta isto é só para começar e já não é nada mau, avizinham-se noitadas juntamente com uns litros de chá e mantas fofinhas.

 

 

11
Set14

Maleficient

Susana

Se ainda não viram VEJAM! Poucos filmes me deixam assim com vontade de os ver de novo passado logo uma semana mas é isso que está a acontecer com Maleficient ou Maléfica como preferirem e não é só por lá estar uma Angelina Jolie, ok é também por isso mas não é apenas por isso, é que o filme é mesmo muito bom (para quem gosta do género tipo eu).

Uma história de encantar reinventada mais uma vez sem se tornar monótona, nunca tinha pensado na Bela Adormecida vista deste angulo e acho que resultou muito bem, nada tenho a apontar, os efeitos especiais são um espectáculo sem se tornarem excessivos e artificiais, a banda sonora sem palavras, enfim acho que vai ser o serão desta noite.

Quando vi A branca de Neve e o caçador disse que nunca tinha visto uma bruxa tão maravilhosa como a Queen Ravinna protagonizada pela também maravilhosa Charlize Theron, i was wrong, existe outra ainda melhor...Maleficient.

 

21
Jan14

Genial... simplesmente genial...

Susana

Que dizer de um filme feito com tamanha entrega, tanto realismo feito com a dor crua de quem quer transpor todos os limites para mostrar a nós, espectador, que na indústria do cinema ainda é possível surpreender,  chegar mais longe, uma palavra me ocorre, genial, simplesmente genial. 

Falo aqui de um dos melhores filmes que vi, Dallas Buyers Club,  filme que tem vindo a colecionar prémios pelo mundo inteiro e é um sério candidato a vários Óscares,  neste filme vemos um excelente argumento protagonizado por actores que só podem ser de outro mundo pois o que deram às suas personagens ultrapassou tudo aquilo a que estamos habituados. 

Matthew Mcconaughey e Jared Leto entregaram a este filme o corpo a alma o sangue e suor, no total os dois actores perderam mais de 40 quilos para dar vida às suas personagens,  ali não houve efeitos especiais ou maquilhagem com máscaras de borracha, ali foi a cru, mais real era impossível. 

O filme passa-se numa época em que a sida era ainda uma doença nova,  pouco estudada e muito associada à homossexualidade,  a descriminação proveniente do pouco conhecimento era usual.

A personagem de Matthew ( Ron Woodroof) doente com SIDA mergulha numa batalha contra uma grande farmacêutica depois de descobrir que o medicamento por eles usado era tóxico nada fazendo para ajudar a abrandar a doença, ele acaba por embarcar no negócio de tráfico de medicamentos não aprovados vindos do México mas que começaram a ter efeitos muito positivos no tratamento da doença. 

No meio desta luta nasce também uma amizade improvável é aí entra Jared Leto (Rayon) um homossexual também doente que vai tocar o coração do homofóbico Ron e o ajuda no negócio dos medicamentos. 

As interpetações são espectaculares e que me desculpem todos os outros actores mas para mim os óscares de melhor actor principal e secundário era a eles entregues sem pensar duas vezes. 

Por agora apenas digo para verem o filme é digam de vossa justiça, para mim é o vencedor. 

 

 O Matthew a que estamos habituados

 

 

 

 

 O Matthew como Ron irreconhecível mas genial. 

 

 Jared Leto como o estamos habituados a ver, e ouvir no 30 Seconds to Mars.

 

 E aqui no filme também irreconhecível. 

 

 

16
Jan14

And the nomenees are... óscares 2014

Susana

Aí estão eles, os tão esperados nomeados ao mais famoso prémio do cinema e não fiquei surpreendida, já esperava a maior parte das nomeações. 

Não vou estar aqui a dize-los mas não posso deixar de falar um bocadinho sobre eles, quanto ao melhor filme acho que a coisa vai ser renhida, são quase todos excepcionais, de todos faltam-me ver apenas 3 (isto tem sido de empreitada).

O 12 Years a Slave gostei bastante,  muito realista e com alguns actores até agora desconhecidos mas excepcionais,  o Gravity fez-me dizer "uau", adorei tudo neste filme e eu que não sou de roer as unhas dei por mim a trinca-las tal era a adrenalina que transbordava do filme, The  Wolf of Wall Street foi uma surpresa muito boa,  as 3 horas de filme valem apena sem dúvida,  outro que adorei foi Her, tocante é  a palavra que encontro, imagens lindas música ainda melhor, não vi ainda o Dallas Buyers Club (é o próximo na lista) o Nebraska e o Philomena (este promete).

Sobre as nomeações para melhor actor/actriz irei escrever outro post que agora o trabalho chama. 

11
Set13

O que se quer de uma comédia

Susana

Quer-se rir obviamente, pura e simplesmente rir, mas não são todas as comédias que o conseguem e eu pessoalmente não sou fã de comédias tipo Scary movie e afins, acho tudo muito forçado, palhaçadas sem sentido que no fundo nos chamam estúpidos.

Isto tudo para dizer que este fim de semana vi uma comédia que me encheu as medidas, que me pôs a rir sozinha sem dar por isso, uma comédia feita por gente inteligente que da simplicidade conseguiu a grandeza, falo do filme "Armadas e Perigosas" ou em inglês "The heat" protagonizado pelas extraordinárias actrizes Sandra Bullock e  Melissa McCarthy e por mim esta é a comédia do ano e digo mais por mim comédias diviam ganhar Óscares.

Para aqueles que pensam que estou a exagerar vejam o filme, that's all folks...



25
Jul13

François Truffaut...Que pena, anda agora a tinha descoberto...

Susana

Soube agora que a actriz François Truffaut morreu, que pena, pelo pouco que vi do seu trabalho deu para ver que era uma grande actriz.

E o que vi eu do seu trabalho? pouco mas suficiente, digamos que o seu ultimo trabalho, o filme Paulette estava divinal e ficou no top 3 dos meus filmes franceses preferidos, ri muito com este filme, sabem aqueles filmes que queremos que durem mais, de um humor tão bem feito que nos dá um enorme prazer assistir, que quando acaba reparamos que estamos bem dispostos, mais leves...existem filmes assim.

Se não viram vejam e saberão do que falo, deixo-vos o trailer.

 

 

30
Mai13

Epic

Susana

Sou uma criança no que respeita a filmes de animação, hoje vi Epic e adooorei, o filme está o máximo fartei-me de rir e digo-vos já pessoal,  tenham crianças ou não, vão ver porque não se irão desiludir.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me por aqui

Goodreads

Blogs de Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Facebook

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D