Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

14
Mar13

Ai ai esta juventude! Dizem as "tias" emproadas

Susana

Hoje depois de um dia de trabalho fui direitinha ao café do lado para o eu momento chill out que engloba o jornal do dia e uma taça de vinho, não o faço todos os dias mas de vez em quando preciso de aliviar o stress.

Apesar de ser algarvia trabalho em Lisboa numa rua que está a ficar bem conhecida pela malta estudante, a rua Dona Filipa de Vilhena fica atrás do Inst. Sup. Técnico, esta rua enche-se de gente, tanta gente que por vezes parece mais uma manifestação (quem não sabe já me perguntou justamente isso) mas porquê? a resposta é bem simples...imperial a 50 cent.

Parecem formigas a devorar açúcar, são copos e copos de plástico que depois de esvaziados são jogados ao chão fazendo com que os moradores já lhes tenham um ódio de estimação e soltem frases bem típicas "esta pouca vergonha", "haviam de ser meus filhos" etc..

Divirto-me a ver este confronto de gerações, divirto-me a ver as "tias" todos emproadas a olhar o aglomerado de gente com cara de nojo e a afastarem-se com se de uma doença contagiante se tratasse.

Hoje enquanto estava descansadinha no meu momento uma rapariga meio cambaleante entra e amigos trajados tentam que ela beba um chá, bad idea...não bebeu o chá, caiu ali mesmo, já tinha passado a fase de uma simples bebedeira e estava agora a entrar em coma alcoólico, lá ajudei a cuidar dela enquanto os colegas chamavam o 112, o cenário não ficou bonito, acabou por ficar inconsciente e foi assim para o hospital.

Pelo que soube era uma aluna do primeiro ano, não habituada a beber e pior que isso bebeu sem comer, maçaricos, no meu tempo trabalhávamos melhor estas coisas para não provocar desastres destes, ai de mim se o meu pai recebesse uma chamada de colegas meus a dizer que eu tinha ido para o hospital em coma alcoólico, acho que hoje com 34 anos ainda tinha as orelhas a arder.

Enfim lá se foi o meu fim de tarde calmo, desisti do jornal e vim para casa conhecer o novo Papa mas não pude deixar de ficar a pensar naquela multidão que se esquece dos limites do álcool e que não respeita o meio que os rodeia acabando por dar razão às chatas das tias emproadas e eu que não lhes queria dar razão, implicam com tudo.

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me por aqui

Goodreads

Blogs de Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Facebook

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D