Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

Má que jête?

Este mundo tá passado dos carretos ´moss!

30
Dez13

Natal no passado e no presente

Susana

Que raio de pessoa seria eu se não falasse aqui do meu Natal?! Então cá vai. Ao longo dos anos posso dizer que tive vários tipos de Natal, o da infância onde a minha mãe nos punha os presentes na cozinha em cima do fogão, sim fogão e agora estão vocês a pensar que batíamos todos mal da cabeça mas havia uma boa justificação ok, era o sitio da chaminé e a nossa única chaminé ficava por cima do fogão tá? E nós na nossa inocência aceitávamos as instruções para ficar escondidas no quarto à  espera que o pai natal se enfiasse na chaminé para descarregar as prendas,  um dia apanhei a minha mãe em flagrante mas não liguei muito ao assunto,  as prendas é que interessavam. 

A minha mãe gostava de nós oferecer brinquedos e tivemos a sorte de ter todos os que estavam na moda da altura, a euforia transbordava. 

Depois a minha mãe morreu e o nosso Natal andou perdido muito tempo,  éramos duas crianças tristes e um adulto sem vontade para celebrações, passaram muitos anos até que nós os três conseguíssemos voltar a ter um Natal a sério.

Sim passaram muitos anos mas conseguimos e agora temos aquilo  a que se pode chamar o Natal lindo,  um Natal mágico em família com a nossa estrela mais recente a ser o centro das atenções,  a minha sobrinha de quase 2 aninhos veio dar outro significado a esta época fazendo com que o nosso coração se encha de amor a cada segundo. 

Para tudo ser perfeito faltou apenas a presença da minha cara metade,  isso seria a cereja no topo do bolo,  a minha felicidade seria completa mas eu tenho paciência e esse dia irá chegar,  por agora agradeço a Deus o que tenho. 

28
Dez13

Silencioso

Susana
Tantas e tão poucas são as palavras,
Tantos os fantasmas que retrassam a alma,
Tão grande o silencio obrigado,
Tantas vezes o controle foge mas só eu sei,
Só eu sei o que dói e o esforço que faço para não o mostrar,
Hoje aqui me escondo, no meio de palavras doridas,
Hoje eu não sou eu, sou apenas uma criança a espera de um abraço quente...
21
Dez13

Mais vidas levadas pelo mar

Susana
Maravilhosamente lindo e fascinante o mar é igualmente perigoso, ha saber respeita-lo, hoje mais seis vidas se perderam, a semana passada outras tão jovens também desapareceram.
Hoje um barco que naufragou, a semana passada um grupo de amigos que se divertia, em ambos os casos famílias vão passar um Natal de sofrimento, de muita dor porque para além de terem perdido pessoas que amam passam também a dor de não saber se os vão encontrar, porque no meio de tanta tragédia precisam de ter um desfecho...
O mar é o ganha pão de muita gente e sei que mulheres e filhos desses que vivem do que o mar lhes dá vivem um dia a dia com o coração nas mãos e nem imagino o que isso será, conheço alguém de quem gosto muito que vive esse dia-a-dia e apesar de não mostrar so Deus sabe o medo e preocupação que sente...por isso digo, respeito muito quem todos os dias enfrenta a grandiosidade do mar para sustentar a família, hoje este post é dedicado a todos eles, todos os Matutas, homens de coragem, homens do mar...muito respeito...
14
Dez13

Natal? este ano estou lixada!

Susana

A palavra é mesmo esta, lixada e bem lixada, ando que ninguém me atura mas isto de chegar ao Natal sem um "tusto" no bolso tira qualquer um do sério, oh yeh este ano meus amigos as prendinhas.....puffff não há.

Apesar de  no post anterior ter andado a brincar aos ricos a verdade é que foi tudo à borliu, uma prenda muito boa mas também muito longe da minha realidade actual, tãoooooo longe.

Bem voltando ao facto de estar lixada, já vão três subsídios em atraso TRÊS! Uma pessoa já faz uma ginastica desgraçada para esticar o pouco que ganha mas 'porra' como se costuma dizer,  o que é demais não presta e trabalhar assim tira o animo a qualquer um.

Dizem que tenho jeitinho para trabalhos manuais e eu até gosto, o ano passado andei a decorar caixas de madeira para oferecer, este ano levam com telas e desenhos a carvão e já não é nada mau.

Já disse que ando insuportável?

13
Dez13

Manchester Christmas

Susana

Com tanto que anda na minha cabeça nos últimos tempos nem falei da viagem que fiz no mês passado e que desde há três anos se repete, ir a Manchester na altura do Natal é qualquer coisa de espectacular.

A primeira vez que fui a Manchester foi ai há mais de 15 anos (até dói dizer isto) e foi num intercambio organizado pela escola, fui dois anos seguidos e claro uma aventura pois nunca tinha saído do país, claro que é algo que nunca vou esquecer.

Há uns 4 anos conheci aqueles que se vieram a tornar parte da minha família e são também os padrinhos da minha sobrinha, um casal inglês que comprou casa perto de mim no Algarve e que começou a frequentar o restaurante do meu pai, a partir dai a amizade cresceu e passei a ser convidada todos os anos para ir dar uma voltinha a terras de sua majestade sendo que a última viagem foi no mês passado e foi amazing.

Deixo-vos aqui um cheirinho.

 

 

Ao fundo o maravilhoso hotel onde fiquei o Hilton

 

 

Fui ver um jogo do City que deu uma "abada" ao Vilas Boas (6-0) saltei e gritei feita tonta.

 

 

Um lanchezito coisa simples

 

 

Chinatown

 

 

Ok no Christmas market é de uma pessoa perder a cabeça e mais não digo.

04
Dez13

Taxis em Lisboa, que nervos!

Susana

Desde já peço desculpa a todos aqueles taxistas atenciosos, bem dispostos e divertidos que eu sei que existem, não me levem a mal mas este post não é para vocês é para todos os outros que infelizmente me calham na rifa.

É um facto eu tenho uma sorte que me leva a apanhar sempre taxistas mal humorados, ora é por causa da bagagem ora é pelo trajecto ser muito pequeno ora apenas têm umas "trombas" de fazer fugir qualquer um.

Normalmente venho do Algarve à segunda de manhã o que me permite aproveitar o fim de semana até ao ultimo segundo mas faz com que na segunda ande com o tempo contado para chegar ao trabalho a horas sendo assim da estacão de Entrecampos até ao meu trabalho vou de táxi o que deve demorar ai uns cinco minutos.

Até aqui tudo normal mas os senhores acham que o trajecto é curto vejam lá e, ou vão de "trombas" todo o caminho ou vão a reclamar e quando reclamam salta-me a tampa e já tive umas trocas de palavras menos boas com alguns desses senhores, desculpem lá não é a profissão deles?!por acaso não é melhor receber alguma coisa por um trajecto pequeno do que não receber nada.

Agora expliquem-me lá se isto é ser profissional?

Sim os taxistas de Lisboa têm má fama e a culpa é destes que mancham a profissão e historias com eles tenho muitas mais do que queria e me fez não gostar nada, mesmo nada de andar de táxi em Lisboa.

02
Dez13

A dor de perder a nossa casa

Susana

Escrevo hoje com o coração a doer, não, não perdi a minha casa mas alguém que amo muito perdeu e não consigo imaginar a tristeza que tudo isso causa ainda mais sabendo que ela não teve culpa de nada.

Nos dias que correm é cada vez mais frequente as pessoas deixarem de pagar as suas prestações sendo os fiadores chamados a pagar a divida, neste caso tudo correu mal e pode-se mesmo dizer que para ter família assim mais vale não ter. Construir uma casa no terreno dos pais antes das partilhas na boa fé que eles não vão faltar com a palavra é algo que muitos de nós faria afinal são família, são os pais, errado, tão errado, chamados a pagar uma divida ignoraram até à última, ignoraram até já ser impossível salvar a propriedade, ignoraram até um papel na porta que informava o dia da venda e ela, a filha sem saber de nada, a casa que construiu com as próprias mãos, onde viveu 15 anos já não era dela e ela sem saber.

É triste, tão triste que dói, 3 casas com terreno envolvente vendidas por meia dúzia de tostões, quem comprou pede agora uma fortuna impossível para ela, quem comprou faz disto modo de vida e recusa-se a baixar, ali só o lucro interessa, a vida das pessoas não interessa, a historia, nada.

Ela desde que soube de tudo lutou sem parar, procurou saídas, pagou a advogados, pediu empréstimos ao banco (que foi recusado) mas era já tarde demais, este fim de semana tirou tudo de casa já lá só tem a cama, dia cinco deixa a casa para sempre, deixa uma história, uma vida para se lançar num futuro incerto, uma vida estável substituída por um ponto de interrogação.

Ontem manda-me uma mensagem que dizia "que tristeza tão grande" e o meu coração encolheu, apertou tanto até me fazer chorar, custa não poder fazer nada, custa não estar lá a abraça-la, tenho o meu amor para lhe oferecer nada mais apenas isso...

 

Ps. Tem sido esta a verdadeira razão da minha ausência, às vezes a tristeza tira-nos a vontade de tudo.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me por aqui

Goodreads

Blogs de Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Facebook

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D